Como é de se esperar, vamos começar pelo final: a festa. Um dos meus últimos momentos aí no Brasil (haha, sempre quis dizer isso!) produziu em mim sentimentos muito ambíguos. Primeiro foi lindo ver a todos. É lindo ver pessoas se importando. Sempre uma surpresa.

Ruim é de repente perceber que as vezes simplesmente não dá pra dar conta de tudo. Poderia chamar isso de falha, mas o nome é o que menos importa. Ao contrário, o que faz alguma diferença, se fizer, é que eu me importo que se importem que tenha parecido que não me importei. Ufa!

 

Depois de tudo muito bem esclarecido, nada melhor a se ir ao que interessa… esse lugar loiro, alto e de olhos azuis, a Suécia!

Anúncios